WhatsApp Anti-Ban: O que é e por que está atraindo a atenção dos Jovens

Tendo cerca de cento e dezoito milhões de usuários aqui no Brasil, o WhatsApp é a segunda rede social mais usada no mundo e a primeira em nosso país.

Não obstante, mais da metade dos brasileiros tem o aplicativo na tela inicial do smartphone e dificilmente se vê um brasileiro que não conheça ou nunca tenha pensado em se comunicar online com outras pessoas sem antes pensar no “whats” ou “zap”; apelidos próprios criados pelo povo brasileiro para esta rede social, pois aqui já o consideram como a primeira opção de aplicativo para troca de mensagens de texto.

Contudo, uma considerável quantia de usuários se sentem cansados da invariabilidade do mesmo (lê-se “ausência de atualização” do aplicativo verde de mensagens) e, entre estes clientes, há aqueles que recorrem a modificações do app na tentativa de dar uma melhoria ou diferenciada na hora de conversar.

Atitude que pode causar um problema imenso a estes usuários, visto que, entre as linhas dos termos e condições de uso, no segmento da política de privacidade do software, há uma parte específica alertando que o uso indevido de modificações produzidas por terceiros, que não os programadores da equipe desenvolvedora do WhatsApp, pode acarretar na exclusão e impedimento de restauração da conta.

Por conta disso, desenvolvedores independentes pensaram em uma maneira de impedir esse fatídico fim das contas do aplicativo: o sistema anti-ban.

 O QUE É O ANTI-BAN?

Anti-ban (literalmente, anti-banimento) é uma função de segurança que impede que a conta do WhatsApp seja banida, ou seja, proibida pela programação original de funcionar, tornando-os perfis inutilizáveis ou simplesmente apagando-os da base de dados.

Através da instalação de um arquivo .APK (o ficheiro que ativa as modificações nos aparelhos), o aplicativo desbloqueia funções que a versão original não possui, dessa forma, o próprio sistema anti-ban pode ser instalado por meio de um ficheiro .APK ou como uma função de uma modificação própria (a exemplo do GB WhatsApp ou WhatsApp Plus), similar a uma atualização nesse sistema.

MAS AFINAL, POR QUE O WHATSAPP ANTI-BAN ESTÁ ATRAINDO A ATENÇÃO DOS JOVENS?

Atualmente os usuários do WhatsApp, principalmente os jovens, estão cada vez mais optando por aperfeiçoar o aplicativo por diferentes razões.

Dentro desse grupo, podemos encontrar aqueles que entendem o processo de concepção de mods e praticam essa atividade com empenho, se tornando exímios entendedores do assunto.

Acontece que, para os entusiastas do uso das modificações, a versão oficial do WhatsApp já é considerada obsoleta. A opinião é para quase 100% destes usuários, graças às inúmeras ferramentas e recursos que os mods oferecem.

E, quando consideramos a situação do banimento, os mesmos usuários chegam a afirmar que esse pensamento é válido, justamente pela falta de recursos e atualizações; de produção simples e descomplicada; por parte da equipe do aplicativo oficial, como se dissessem que os programadores não tem interesse em aplicar aprimoramentos semelhantes no utilitário.

Em razão disso, esses consumidores preferem usufruir de um modificador, disposto de várias funções inovadoras e que ainda dá a proteção anti-banimento da conta, sendo tudo que eles procuram.

Mas fiquem atentos! Por mais que os MODS gerem banimentos temporários ou até mesmo permanentes, há outros motivos que podem fazer o WhatsApp aplicar o fechamento ou exclusão de suas contas nesta rede social. Veja alguns exemplos:

Ter muitos grupos no aplicativo

Isso mesmo: se o usuário é do tipo que entra em mil grupos diversos, o sistema pode identificá-lo como um robô (bot), e dar um ban temporário no mesmo.

Bloquear pessoas demais o tempo todo

Existem pessoas inconvenientes e desrespeitosas em todo canto, mas pode-se dizer com segurança que “bloquear todo mundo” não é algo que deva ser levado ao pé da letra…

– Enviar mensagens para várias pessoas que não possuem seu contato salvo

Creditada como uma prática de perseguição (ou stalker), se o emissário envia uma mensagem e os receptores dela não tem o contato dele previamente salvo, com certeza o sistema vai achar suspeito. Então sim, custa não armazenar o número das pessoas.

– Replicar mensagens ou enviar spams

As famosas correntes são coisa do passado e se o cliente do app quiser reviver este costume, pode ser reconhecido igualmente como um bot e ser desligado.

– Ser uma pessoa “insistente”

É claro que pecar em vários pontos que o WhatsApp condena ao mesmo tempo o tempo todo vai “tirar o sistema do sério”. Não dá pra esperar menos que um ban permanente.

Uma das principais formas disso acontecer é ter sua conta denunciada muitas vezes.

Com informações dos sites WhatsGB.com.br e GBWhats.club

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*